sábado, 19 de novembro de 2011

[Episódio da Semana] Arquivo X - 7x12- O medo (X - Cops)

"Este é um episódio especial do Arquivo X, recomenda - se sigilo do telespectador"

A partir de hoje teremos aqui no blog um novo post fixo chamado : Episódio da Semana. Nele, vou postar comentários rápidos de episódios de series que vi ou estou vendo e que achei muito bons. Nesse primeiro post, vou falar sobre o 12ª episódio da 7ª temporada de Arquivo X, chamado : O medo (X-Cops). No original o episódio se chama X- Cops, pois é um programa de TV policial americano.O episódio foi gravado totalmente com uma câmera amadora, no mesmo estilo do filme: As bruxas de Blair e no episódio de Supernatural: Ghostfacers. eu vou dizer que ele é mais ao estilo de Bruxas de Blair, pois não há uso algum de efeitos especiais, tudo fica por conta da sua imaginação: do que os personagens poderão ter visto, do que  atacou eles etc...


Os únicos efeitos usados ali são da maquiagem e sangue, se você está esperando neste episódio ver um ET, um fantasma , ou um monstro, acredite, você não verá, nem um pedacinho de nada de qualquer coisas dessas.É neste episódio que vemos o quanto os atores são bons. É um episódio com muita ação, muita , mas muita comédia e medo!Tudo começa com um policial em sua viatura, falando com os repórteres do programa Cops, que o está acompanhando.É noite de lua cheia. Quando de repente, vem uma chamada, para que ele vá verificar, uma ocorrência onde uma senhora diz ter sido atacada por um monstro. Ele acha estranho mais vai verificar, e ao chegar lá encontra uma mulher  desesperada, e ouve um barulho e ai começa a perseguição, na qual o policial volta desesperado mandando todos correm e entrarem no carro, que é virado com eles dentro.Ele chama reforços, mas ao ser perguntado o que aconteceu e o que viu , quantos bandidos eram ele não sabe explicar e fica super exitante, neste momento a policia encontra Mulder e Scully ali perto e é ai que a coisa toda começa a se desenrolar, é muito engraçado a gente ver a cara de espanto da policial Paula, ao ouvir Mulder falar com toda veemência que o que havia atacado o policial foi um lobisomem.


E o desespero de Scully para se esconder das câmeras enquanto Mulder explica que o policial devia ficar sobe observação, pois como a lenda dizia, ele poderia virar um lobisomem também!! Scully implora para Mulder manerá nas palavras, pois havia uma câmera ali e sua carreira poderia ir por agua a baixo. Até que ela resolver entrar em contato com Skinner e volta completamente mudada, e com um bordão incrivelmente Hilário seguido de uma cara incrivelmente sinica :" O FBI não tem nada a esconder!" kkkkkkkk. Acreditem para mim esse é um dos episódios, mas hilários da 7ª temporada. As coisas vão ficando, mas intrigantes e hilarias quando os suspeitos começam a mudar de Lobisomem , para Fred Kueger a Homem -Vespas, fazendo Mulder, ficar realmente sem graça diante das câmeras e dos policiais que se multiplicavam a cada ataque na vizinhança.O momento mais que hilário é quando a policial Paula, resolve ir ver um casal de gay ( que só descobrimos isso quando eles aparecem), para saber se eles tinham visto algo suspeito por ali por perto, é de rolar de ri, junto com as caras de riso de Mulder. Eu até hoje não consigo entender, se aquelas caras de risos de Mulder eram dele ou do David Duchovny, que não conseguia segurar o riso perto deles, es ai uma curiosidade que tenho até hoje. Mesmo sem os efeitos especiais, há as famosas cenas de autopsia que a Scully sempre proporciona nos episódios.Por fim Mulder chega a conclusão que o que está acontecendo é que uma entidade que ataca somente na lua cheia, se alimenta do medo das pessoas, se transformando em seus maiores medos e o episódio acaba assim que o Sol nasce.Acreditem, esse está na lista de episódios mais que perfeitos de Arquivo X, um episódio simples, sem muitos efeitos, contando somente com as grandes interpretações de seus atores e maquiagem. Anote ai é um episódio para você ver, seja você fã ou não de Arquivo X.

Post by
 La Super chica

Nenhum comentário:

Postar um comentário